RSS

Que mundo é esse?

25 maio

Dias e meses se passam e nada muda. Outro dia, ao descer do ônibus, no centro antigo de São Paulo vi cenas lamentáveis: idosos, adultos e crianças deitados no chão da rua com apenas uma manta feita de jornal. Quem são eles – são os “famosos” mendigos que fazem da rua o seu abrigo e seu local de trabalho.

Como posso ver isto e não me comover? Será que já estou tão acostumada? Não gosto do que vejo, mas o que fazer?

A noite enquanto estou deitada em minha cama macia e bem agasalhada, muitos estão nas ruas passando o frio. Dormem abraçados com pedaços de papelão que amaciam o chão duro da rua. Penso neles, rezo como de tradição, mas será que somente com o a minha oração tudo irá mudar?

Acordo tomo meu banho, agasalho o meu filho e preparo um café com leite para me dar ânimo logo pela manhã. Me despeço do meu marido e do meu filho com muito amor. Ao esperar o transporte publico no ponto final, vejo ao meu lado um rapaz bonito, mas sujo, com os pés descalços e com roupas rasgadas se levantar e seguir em direção a poça d´água suja para lavar o seu rosto.

No dia seguinte, as mesmas cenas se repetem. As crianças são as mais prejudicadas, crescem com atitudes de marginais, por receberem tanto desprezo da própria sociedade.

Mais uma vez me pergunto – como posso ajudá-los?

Essa pergunta não é só para mim, mas para a sociedade. Devemos reivindicar mais os nossos direitos? Em dias de eleições temos que colocar isso COMO prioridade? Cobrar mais dos políticos? Não sei mais o que pensar, acho que antigamente na época dos meus avós, faziam políticas com justiça, pois a sociedade lutava e idolatrava seus ideais.

O que será que os jovens pensam hoje? Sou jovem e tenho este ideal, mas e você que neste momento vê a realidade do país e acha isso natural, apenas educação e saúde que é a obrigação do Governo fornecer, onde está a moradia? Nas ruas?

Alguns dos mendigos estão debaixo dos viadutos por opção, já criaram a sua própria identidade, mas somente eles poderão nos ajudar contra este ato desumano.

Como diz a música do Charlie Brown Jr – “Que mundo é esse?”

Olho para um lado
e vejo ricos,
olho pro outro
e vejo pobres.

Na riqueza vejo políticos,
gente chata, ignorante, criminosa,
corrupta, irresponsável e idiota.

Na pobreza vejo gente feliz,
compartilhando o que podem,
num gesto de nobreza e de carisma,
sempre mostrando que dinheiro
não é tudo mas sim ser solidário.

Mendigos

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em 25/05/2010 em Cotidiano

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: